Última hora

Última hora

Tufão perde força mas aumenta rasto de morte no Japão

Em leitura:

Tufão perde força mas aumenta rasto de morte no Japão

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos uma pessoa morreu este domingo no Japão, aumentando para cinco o número de vítimas mortais confirmadas provocadas pela passagem do tufão Halong país. Estima-se que as mortes podem, contudo, chegar às dez, havendo notícias de cerca de 80 feridos e pelo menos dois desaparecidos.

O tufão, formado no noroeste do Pacífico junto às ilhas Mariana a 29 de julho, perdeu força no domingo e passou a tempestade tropical, ainda assim mantendo fortes chuvas e ventos, que provocaram a subida das águas e torrentes impressionantes. Muitos curiosos não hesitaram em aproximar-se dos rios selvagens criados para registar o fenómeno em fotografias.


O tufão terá estado ainda na origem de um tornado que varreu parte da região de Toshigi, levantando telhados de casas e quebrando árvores pelo meio. Cerca de 350 habitações terão sido atingidas ao longo de 7,5 quilómetros desta zona costeira nipónica.

Ainda no decorrer de domingo, a tempestade deslocava-se, pelo Mar do Japão, para o norte do país, onde, pelo meio dia, foi registado pelo Serviço Meteorológico dos Estados Unidos um sismo de magnitude 6.1, na escala de Richter.


O tremor, contudo, não assustou tanto as autoridades nipónicas como o avanço do tufão apesar da redução para tempestade tropical. Um alerta especial para evacuação foi emitido para mais de 1,2 milhões de residentes nas zonas por onde se previa a passagem do Halong.

Durante o fim de semana foram cancelados mais 600 voos, afetando mais de 20 mil passageiros. Mais de 3500 habitações ficaram sem energia elétrica e meio milhão de pessoas foram mesmo deslocadas das suas casas.