Última hora

Última hora

Faleceu o padre espanhol infetado com o Ébola

Em leitura:

Faleceu o padre espanhol infetado com o Ébola

Tamanho do texto Aa Aa

O padre espanhol Miguel Pajares, transportado na semana passada da Libéria para Madrid por estar infetado com o vírus do Ébola, faleceu esta terça-feira.

O religioso, internado no Hospital Carlos III, foi o primeiro europeu a ser afetado pela doença.

O cadáver será “selado e incinerado” sem ser autopsiado para evitar a propagação da doença.

A comissão de ética da Organização Mundial de Saúde aprovou o uso de tratamentos experimentais no combate à febre hemorrágica Ébola.

Horas antes, os Estados Unidos prometeram enviar para a Libéria um soro experimental para tratar os médicos liberianos atualmente infetados.

“Há pessoas que morrem e a doença está a propagar-se rapidamente em comunidades densamente povoadas.
Perdeu-se o controlo e agora alastra-se para a sub-região. Tornou-se uma crise global”, disse um responsável liberiano pela luta contra o Ébola.

A China enviou para a Guiné-Conacri, Serra Leoa e Libéria, ajuda material e três equipas de especialistas.

É a primeira vez que Pequim oferece assistência a países estrangeiros em resposta a uma emergência de saúde pública.

Os especialistas vão dar formação sobre proteção pessoal, desinfeção e segurança biológica, além de gerirem os materiais enviados da China.

A epidemia de Ébola já fez mais de mil mortos de acordo com o último balanço da Organização Mundial de Saúde.