Última hora

Última hora

Iraque: primeiro-ministro cessante fala em violação da Constituição

Em leitura:

Iraque: primeiro-ministro cessante fala em violação da Constituição

Tamanho do texto Aa Aa

Nuri al-Maliki acusa o chefe de Estado do Iraque de violar a Constituição.

Em causa a nomeação de Haider al-Abadi para primeiro-ministro.

O, até, agora vice-presidente do parlamento iraquiano foi escolhido pela coligação de partidos xiitas que sustentavam o anterior executivo e convidado depois pelo presidente para formar governo.

O primeiro-ministro cessante contesta a decisão que considera ilegal e promete reparar o que qualifica de “erro.”

A substituição promete acentuar as divisões internas, em tempos de crise política.

Desde logo, porque o homem escolhido para formar governo é, tal como Nuri al-Maliki, xiita.

A população iraquiana ainda não reagiu, ao contrário dos Estados Unidos.

Washington já felicitou o sucessor de Al-Maliki.

Barack Obama reconhece que a tarefa do novo chefe de governo não se adivinha fácil. O presidente norte-americano acredita que al-Abadi pode ganhar a confiança dos iraquianos através de um governo que dê voz aos diferentes grupos e etnias. Obama garante que os Estados Unidos vão apoiar um executivo que responda às necessidades de todos os iraquianos.

Os Estados Unidos têm em marcha uma ofensiva no norte do Iraque contra os fundamentalistas do Estado Islâmico.

Esta segunda-feira, Washington fez um balanço positivo do ataque aéreo efetuado no domingo contra posições dos extremistas. Excluída está para já a hipótese de serem feitos novos ataques para além dos que estão em curso no norte do país.

Em junho, os extremistas proclamaram a criação de um estado islâmico, nas zonas conquistadas no Iraque e na Síria.