Última hora

Última hora

Israel e Palestina voltam a falar de paz e "flotilha" turca ameaça

Em leitura:

Israel e Palestina voltam a falar de paz e "flotilha" turca ameaça

Tamanho do texto Aa Aa

Com o cessar-fogo a manter-se de forma frágil na Faixa de Gaza, Israel regressou esta terça-feira ao Egito para retomar as negociações de paz para o conflito que mantém com o Hamas. Será contudo ainda de forma indireta que as conversações entre as partes se vão manter, uma vez que a organização islamita que controla a Faixa de Gaza continuará representada no Cairo pela Autoridade Palestiniana.

A delegação hebraica liderada por Yuram Cohen havia regressado a Israel na segunda-feira à noite para apresentar ao governo de Netanyahu os resultados das conversações que no domingo levaram a um novo cessar-fogo de 72 horas, mas que falharam no acordo de umas tréguas permanentes na região.

Grupo humanitário ameaça bloqueio
Em Istambul, o braço turco da Coligação da Flotilha da Liberdade anunciou a intenção de enviar uma equipa de ajuda humanitária para Gaza, à revelia de Israel, que mantém um bloqueio ao enclave controlado pelo Hamas.

“Estaremos a respeitar todas as leis dos países a partir dos quais vamos navegar. Não sabemos ainda de que país vamos partir. Pode até ser de vários. O que é importante é dizer que nós não desejamos, não queremos nem vamos procurar qualquer tipo de escolta militar”, afirmou Dror Feiler, ativista sueco que acompanha o braço turco da Flotilha da Liberdade.

O grupo – assumidamente pró-Palestina – está determinado em voltara a tentar romper o bloqueio israelita ao enclave controlado pelo Hamas depois de, há quatro anos, comandos israelitas terem morto dez turcos de uma equipa similar que também tentavam levar ajuda humanitária aos habitantes de Gaza.