Última hora

Última hora

Coluna humanitária russa ainda sem "visto" para entrar na Ucrânia

Em leitura:

Coluna humanitária russa ainda sem "visto" para entrar na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto a coluna de veículos com ajuda humanitária russa avança em direção à Ucrânia, prossegue a polémica sobre a forma como esta ajuda poderá entrar em território ucraniano.

A Rússia justifica o envio de víveres, água e medicamentos pela situação catastrófica em que a ofensia militar ucraniana deixou as populações de Donetsk e Lugansk.

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergey Lavrov, disse que “foram tidos em consideração todos os requisitos da Ucrânia para esta operação, incluindo a estrada que foi sugerida por Kiev apesar de ser um caminho mais longo em relações a outras por onde poderia passar a ajuda humanitária”.

Mas Kiev suspeita das intenções humanitárias de Moscovo e impõe condições.

O vice-ministro ucraniano dos Negócios Estrangeiros afirmou, em conferência de imprensa: “Em Donbass usam o pretexto da ajuda humanitária e da assistência, mas estão só a arranjar desculpas para a agressão”.

Tanto a Ucrânia como diversos países ocidentais suspeitam que o objetivo da Rússia é ajudar os rebeldes pró-russos de Lugansk e Donetsk, encurralados pelo exército ucraniano.

A coluna humanitária russa, com mais de 260 camiões deve chegar esta quarta-feira à fronteira com a Ucrânia. Falta saber como vai chegar às zonas onde a ajuda é necessária.