Última hora

Última hora

Cessar-fogo na Terra Santa resiste após noite conturbada

Em leitura:

Cessar-fogo na Terra Santa resiste após noite conturbada

Tamanho do texto Aa Aa

Amanhecer tranquilo, uma visão rara nos últimos tempos na Terra Santa.
A trégua, renovada por cinco dias entre o Hamas e Israel, parece estar a ser respeitada por ambas as partes, esta quinta-feira, depois de uma noite marcada por alguns incidentes que quase destruíam o frágil cessar-fogo.

Reunidos no Egito, os beligerantes, como explicou um negociador palestiniano, conseguiram alcançar um acordo na noite passada, “nos momentos finais, nos derradeiros minutos” das negociações para “prolongar o cessar-fogo por mais cinco dias”, uma trégua que “terminará na segunda-feira”.

Mas pouco depois do prolongamento do cessar-fogo ter sido anunciado no Cairo, tiros de rockets do Hamas e bombardeamentos de Israel sobre Gaza quase deitavam, novamente, tudo a perder. As armas calaram-se finalmente por volta das três da manhã, hora local.

O porta-voz do primeiro-ministro israelita informou que “Israel aceitou o prolongamento do cessar-fogo”, afirmando que o Estado hebraico “tem estado sempre pronto para um prolongamento incondicional do cessar-fogo. Mas o problema tem sido o Hamas, que é uma carta fora do baralho. Violaram ou rejeitaram 10 tentativas específicas de cessar-fogo, como se pôde ver novamente na noite passada”, acusou.

Entretanto, a Faixa de Gaza aproveita a trégua para respirar e retomar uma certa normalidade. Esta manhã, os mercados voltaram a encher-se de produtos frescos e até se descortinavam alguns sorrisos entre os palestinianos.