Última hora

Última hora

Papa Francisco já fez História na 1.ª visita ao Extremo Oriente

Em leitura:

Papa Francisco já fez História na 1.ª visita ao Extremo Oriente

Tamanho do texto Aa Aa

25 anos depois de João Paulo II, a Coreia do Sul volta a receber uma visita papal e para assinalar a ocasião até emitiu selos e moedas com a imagem de Francisco.

Antes de aterrar em Seul, esta quinta-feira, Jorge Bergoglio tornou-se no primeiro Sumo Pontífice a ser autorizado a sobrevoar o espaço aéreo da China comunista. Recorde-se que Pequim não reconhece autoridade ao Vaticano sobre os católicos chineses, que estão divididos entre uma fação oficial e uma igreja clandestina.

Do lado Norte da península coreana, Pyongyang aproveitou a chegada do Papa para testar três mísseis de curto-alcance. Nada que impedisse Francisco de apelar ao “diálogo” entre as duas coreias como forma de alcançar a “paz”, já que o conflito “afeta a estabilidade de toda a região, bem como a do nosso mundo, cansado de guerras”, afirmou.

Francisco passa cinco dias na Coreia do Sul, uma visita que terá como pontos altos a beatificação de 124 mártires dos primórdios do catolicismo na Coreia – numa missa em Seul para a qual já há mais de 200 mil inscritos – e a presença nas VI Jornadas da Juventude Asiática, onde o Papa irá encontrar-se com cerca de 6000 católicos de 22 países da região.