Última hora

Última hora

Ucrânia retoma controlo de cidade chave no leste do país

Em leitura:

Ucrânia retoma controlo de cidade chave no leste do país

Tamanho do texto Aa Aa

O exército ucraniano afirma que retomou o controlo da cidade de Novosvitlivka, perto de Lugansk, ou seja, para chegar a Lugansk, a caravana russa, de ajuda humanitária, terá de passar por aqui, depois de entrar pelo posto de controlo de Izvaryne, que está nas mãos dos rebeldes.

As forças ucranianas continuam a atacar Donetsk, mesmo zonas residenciais, dois civis terão morrido. As consequências de um dos bombardeamentos, num dos bairros da cidade, são devastadoras.

Entretanto, o principal líder militar separatista, da autoproclamada República de Donetsk, demitiu-se. Igor Strelkov junta-se a Valery Bolotov, que também abandonou o lugar que ocupava, esta quinta-feira, e a Alexander Borodai que saiu e rumou à Rússia, na semana passada. Borodai e Strelkov são cidadãos russos.

Em Kiev, o parlamento ucraniano aprovou a lei que vai permitir impor sanções a empresas russas e indivíduos que apoiam e financiam os rebeldes separatistas, no leste da Ucrânia:

“Se houver uma ameaça à segurança nacional do Estado ucraniano, o chefe de Estado, através do conselho de segurança e defesa tem o direito de impor sanções da mesma natureza que aquelas que são impostas pelos nossos parceiros ocidentais: os países da UE, EUA e do G7”, explicou o Primeiro-ministro ucraniano, Arseniy Yatseniuk.

O governo redigiu uma lista onde constam os nomes de 172 cidadãos da Rússia e de outros países, e de 65 empresas russas, incluindo a gigante Gazprom.