Última hora

Última hora

Seis meses para controlar a epidemia de ébola "subestimada"

Em leitura:

Seis meses para controlar a epidemia de ébola "subestimada"

Tamanho do texto Aa Aa

A epidemia de ébola foi “subestimada” e vão ser precisos pelo menos seis meses para a controlar a doença, o anúncio foi proferido pela OMS, Organização Mundial de Saúde que apela a uma mobilização de todos os envolvidos.

“Observámos a abertura de novos centros de tratamento e muitos mais pacientes com ébola surgiram, isso fez-nos acreditar que existem muitos mais doentes que não detetámos. É por isso que a OMS afirma que o numero de casos e mortos foi subestimado”, diz Gregory Hartl, porta-voz da OMS.

A epidemia começou a ser registada em março na Guiné Conacri. Desde então já se espalhou para outros três países e 1069 pessoas morreram, a maioria na Guiné, na Libéria e na Serra Leoa.

O medo e a incompreensão acompanham as populações mais expostas à morte.

“Senti de facto uma atmosfera de guerra, pelo menos em termos de medo, medo geral, em quase todo o lado onde estamos, ninguém percebe o que se está a passar”, afirma diz Joanne Liu, presidente dos Médicos Sem Fronteiras.

O número de pessoas afetadas já chegou quase às duas mil. Algumas das vítimas estão a apenas alguns quilómetros da Guiné-Bissau.