Última hora

Última hora

Israel-Hamas: ONU estima que 400 mil crianças palestinianas precisem de apoio psicológico

Em leitura:

Israel-Hamas: ONU estima que 400 mil crianças palestinianas precisem de apoio psicológico

Tamanho do texto Aa Aa

As bombas pararam, mas as memórias dos que ficaram para contar a guerra entre o Hamas e Israel em Gaza vão durar uma vida. Bastantes crianças sentiram a dor física e também emocional, pois algumas perderam tudo, pais e familiares. Muitas vão sofrer de ‘stress’ pós-traumático.

“As crianças estão a sofrer de distúrbios no sono. Para elas, não é fácil adormecer sozinhas, muitas começam a sofrer de pesadelos. Estão muito agarradas aos país”, diz o psicólogo Hassan Zyada.

No hospital de Shifta, em Gaza, os irmãos Omar, de três anos, e Mohammed, com 18 meses, estão a ser acompanhados por uma terapeuta de crianças, que lhes tenta arrancar sorrisos e palavras.

Ao lado da família, as bombas israelitas perseguiram-nos, mesmo em escolas onde estavam refugiados.

“Durante o sono, quando estou a dormir, vejo a minha casa destruída e começo a gritar. Então a minha mãe acorda-me e diz-me para não me preocupar”, diz a jovem Sundus Sultan.

Sundus é apenas uma das 400 mil crianças que a ONU diz precisarem de apoio psicológico. Algumas sobreviveram a pelo menos três operações militares israelitas desde 2006.