Última hora

Última hora

Tensão mantém-se na fronteira russo-ucraniana

Em leitura:

Tensão mantém-se na fronteira russo-ucraniana

Tamanho do texto Aa Aa

A situação na fronteira russo-ucraniana mantém-se tensa, com movimentações de veículos militares russos registadas pela NATO e a caravana humanitária enviada por Moscovo estacionada em Kamensk-Shakhtinsky, a cerca de trinta quilómetros da fronteira ucraniana.

Na sexta-feira, Kiev fez chegar a Severodonesk, na região de Lugansk, uma caravana humanitária com produtos de primeira necessidade para a população das zonas de conflito no Leste da Ucrânia, uma operação sob a égide da Cruz Vermelha, como confirmou a representante da Cruz Vermelha em Severodonetsk, Lyudmila Scherbak:

“É importante a ajuda humanitária e nós somos a Cruz Vermelha, creio que ninguém vai impedir que a ajuda chegue a estas regiões. A ajuda chegará a Lugansk, estamos aqui para assegurar que chegue às populações necessitadas.”

Entretanto, os cerca de 270 camiões russos enviados por Moscovo, anunciados como ajuda humanitária, permanecem estacionados em Kamensk-Shakhtinsky.

As autoridades ucranianas continuam a exigir que sejam inspecionados pela Cruz Vermelha.

“As autoridades da Ucrânia não fizeram chegar à Federaçao Russa nenhum pedido – de camiões, guardas ou ajuda humanitária. Estamos em perfeitas condições de garantir a ajuda necessária aos cidadãos ucranianos”, disse Irina Gerashenko, conselheira do presidente ucraniano para a situação em Donetsk e na região de Lugansk.

Enquanto isto, continuam a ser observadas movimentações de veículos militares armados, em território russo, próximo da fronteira com a Ucrânia.

NATO e Kiev informaram na quinta-feira que uma coluna militar russa atravessou a fronteira ucraniana durante a noite. O governo ucraniano adiantou que parte destes veículos armados foram destruídos com fogo de artilharia.