Última hora

Última hora

Papa: "cristãos não devem ser vistos como conquistadores"

Em leitura:

Papa: "cristãos não devem ser vistos como conquistadores"

Tamanho do texto Aa Aa

Uma igreja mais humilde e missionária. Foi o apelo lançado pelo Papa durante missa de encerramento do VI encontro com jovens católicos da Ásia, no penúltimo dia da visita à Coreia do Sul.

Cerca de 45 mil pessoas de mais de duas dezenas de países marcaram presença na cerimónia que decorreu no santuário de Haemi, no oeste do país.

Francisco aproveitou o encontro com dezenas de bispos asiáticos para enviar uma mensagem a países como a China e a Coreia do Norte, sublinhando, que os cristãos não devem ser encarados como conquistadores, mas como uma parte integrante de diferentes culturas. O Papa acrescentou que a Igreja católica tem abertas as portas do diálogo e desafiou os países comunistas asiáticos a seguir o exemplo.

À margem deste encontro, o Papa batizou o pai de uma das vítimas do naufrágio do ferry sul-coreano onde morreram mais de 300 pessoas em abril. O homem que já frequentava a missa há dois anos escolheu Francisco como nome de batismo.