Última hora

Última hora

Reino Unido: Ministério do Interior desvaloriza lei que pode impedir extradição de Assange

Em leitura:

Reino Unido: Ministério do Interior desvaloriza lei que pode impedir extradição de Assange

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades britânicas desvalorizaram a alegada alteração legal que permitiria Julian Assange evitar a extradição. O ministério do Interior britânico anunciou que não existe retroatividade nas alterações que entraram em vigor no mês passado que impedem extradições sem acusação formal.

O fundador do Wikileaks anunciou esta segunda-feira em conferência de imprensa que tenciona deixar em breve a embaixada do Equador onde está refugiado há dois anos.

O porta-voz do Wikileaks, Kristinn Hrafnsson, sublinhou que a posição do Reino Unido tem que mudar também e admitir que cometeram um erro ao aprovar esta nova lei que entrou em vigor no mês passado e que obviamente impede a extradição imediata de Assange.

Mas para além de poder ser detido para ser ouvido pela procuradoria sueca no âmbito das acusações de crimes sexuais contra duas mulheres, o fundador do Wikileaks terá ainda que responder por ter quebrado o termos da liberdade provisória que conseguiu depois de ter pago uma caução.