Última hora

Última hora

Ucrânia: Negociações quadripartidas difíceis

Em leitura:

Ucrânia: Negociações quadripartidas difíceis

Tamanho do texto Aa Aa

No final da ronda de negociações quadripartida entre ministros dos Negócios Estrangeiros da Alemanha, França, Ucrânia e Rússia, que decorreu no domingo em Berlim, o chefe da diplomacia alemã classificou o encontro de “difícil”.

Hoje ou terça-feira, poderá ser decidido sob que forma continuarão as negociações.

“O nosso objetivo continua a ser contribuir dentro das nossas possibilidades para um cessar-fogo na Ucrânia e evitar mais baixas”, disse o ministro anfitrião, Frank-Walter Steinmeier.

Nas regiões de Donetsk e Lugansk, prosseguem os combates entre o exército ucraniano e separatistas pró-russos que estão praticamente cercados por forças de Kiev.

Pelo menos dez civis foram mortos na cidade de Donetsk, onde vários prédios residenciais foram atingidos por fogo de artilharia pesada.

Em menos de uma semana, mais de 90 civis foram mortos na região de Donetsk.

De acordo com as Nações Unidas, a insurreição separatista pró-russa no leste da Ucrânia fez, desde o início de abril, mais de 2.000 mortos em combates, e pelo menos 285.000 pessoas fugiram ao conflito.

Entretanto, junto da fronteira com a Rússia, foi avistada no domingo uma coluna de blindados rebelde dirigindo-se para a cidade ucraniana de Krasnodon, que incluía um lançador de mísseis terra-ar “Strela-10”.