Última hora

Em leitura:

Argentina contorna EUA e troca dívidas para Buenos Aires


economia

Argentina contorna EUA e troca dívidas para Buenos Aires

A Argentina decidiu literalmente dar a volta ao texto. A justiça americana declarou o incumprimento do país, impedindo-o de saldar as obrigações detidas por 93% dos seus credores, que aceitaram renegociar a dívida argentina. Mas o governo apresentou ao parlamento um projeto de lei que permite a esses credores cobrarem os pagamentos não em Nova Iorque, mas sim diretamente em Buenos Aires.

A presidente Cristina Fernandéz de Kirchner declara: “Não vamos ficar à espera que os restantes 7,6% de acionistas que faltam venham pedir a troca de dívida. Para demonstrar a nossa boa-vontade e a intenção de pagar, vamos efetuar o depósito do dinheiro, que ficará à disposição para quando decidirem vir levantá-lo.”

O juiz americano Thomas Griesa decretou que a Argentina não pode reembolsar 539 milhões de dólares em obrigações, sem primeiro fazer as contas com dois fundos especulativos que não concordam com a reestruturação de dívida. Um dos chamados fundos-abutre reclama 800 milhões de dólares depois de ter emprestado 50 milhões em 2008.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

economia

China multa empresas japonesas por manipulação de preços