Última hora

Última hora

Brasil: Marina Silva, a 'outsider' que pode derrubar Dilma Rousseff

Em leitura:

Brasil: Marina Silva, a 'outsider' que pode derrubar Dilma Rousseff

Tamanho do texto Aa Aa

Ainda mal acabou de ser oficialmente lançada e eis que a campanha eleitoral brasileira, para as presidenciais de 5 de outubro, já está em ebulição.

Tudo indicava que Dilma Rousseff voltaria a sentar-se no Palácio do Planalto, igualmente cobiçado pelo social-democrata Aécio Neves.

Mas o acidente mortal do candidato socialista, Eduardo Campos, veio mudar os dados e a sua provável substituta – Marina Silva – surge agora nas sondagens como a possível vencedora numa eventual segunda volta.

Embora o analista político, Ricardo Ismael, diga que é demasiado cedo para fazer conjeturas: “O quadro ainda não é definitivo. Existe uma parcela do eleitorado que, evidentemente, já está decidida a favor da Dilma, do Aécio ou da Marina. Mas existe uma parte de grande volatilidade.”

Com 56 anos, a antiga ministra da Ecologia de Lula da Silva recolhe 21% das intenções de voto e passa à segunda volta, onde a primeira sondagem após a morte de Campos lhe dá uma larga vitória face a Dilma Rousseff.