Última hora

Última hora

Israel e Hamas voltam a abandonar o diálogo pelas armas

Em leitura:

Israel e Hamas voltam a abandonar o diálogo pelas armas

Tamanho do texto Aa Aa

A Faixa de Gaza volta a viver uma noite de bombardeamentos. O Exército israelita retomou os bombardeamentos no enclave palestiniano, depois de denunciar o lançamento de “rockets” sobre o seu território, rompendo a frágil trégua.

Um dos ataques da aviação hebraica sobre o noroeste da cidade de Gaza fez pelo menos três mortos, entre os quais uma mulher e uma criança, e quatro dezenas de feridos.

Um dirigente do Hamas acusou o Estado hebraico de ser o responsável pela nova espiral de violência e disse que Israel não estará “em segurança”, enquanto os palestinianos também não estiverem.

O chefe da delegação de negociadores presente no Cairo reconheceu o falhanço do diálogo indireto com os israelitas, algumas horas depois de Telavive ter ordenado o regresso dos seus representantes.

O braço armado do Hamas também já reconheceu ter retomado o disparo de “rockets” sobre Israel. O regresso das hostilidades e o fim do difícil diálogo faz temer uma repetição do cenário das seis semanas que antecederam a trégua decretada no dia 11, que se saldaram em mais de 2000 mortos do lado palestiniano, na maioria civis, e 67 do lado israelita, três civis e 64 soldados.