Última hora

Última hora

Gaza: Funerais dos líderes do Hamas

Em leitura:

Gaza: Funerais dos líderes do Hamas

Tamanho do texto Aa Aa

Tiveram lugar os funerais de dois dos três altos dirigentes do Hamas, no sul da cidade de Rafah, em Gaza, vítimas dos ataques aéreos israelitas.

As cerimónias fúnebres atraíram milhares de pessoas e os corpos foram cobertos com a bandeira do braço armado do Hamas que descreveu estas mortes como um grave crime, pede vingança e ameaça uma retaliação.

Mohammed Abou Chamala, Raëd al-Atar e Mohammed Barhoum eram considerados peças-chave nas operações internas da organização.

Israel disse estarem envolvidos na escavação de túneis, no treino de militantes e no contrabando de armas para Gaza.

Com o fim do cessar-fogo seguem os ataques em Gaza e a baixas civis continuam a aumentar, pelo menos 3 crianças pertencentes à mesma família morreram.

Os familiares acompanharam os corpos até à morgue num luto profundo e, segundo as autoridades palestinianas, os ataques aéreos desta quinta-feira fizeram 26 mortos.

Em retaliação, o Hamas ameaçou bombardear o aeroporto internacional Ben Gurion, em Telavive.
Israel diz não haver qualquer tipo de perigo já que os mísseis serão intercetados pelo sistema antimíssil Iron Dome.