Última hora

Última hora

Atentados mortíferos no Curdistão iraquiano enquanto prossegue combate aos "jihadistas"

Em leitura:

Atentados mortíferos no Curdistão iraquiano enquanto prossegue combate aos "jihadistas"

Tamanho do texto Aa Aa

A violência interconfessional volta a fazer vítimas no Iraque, enquanto prossegue o combate aos “jihadistas” do Estado Islâmico.

Pelo menos 21 pessoas perderam a vida e outras 118 ficaram feridas nas explosões quase simultâneas de três viaturas armadilhas na cidade de Kirkuk, controlada pelas forças curdas desde o início da ofensiva dos insurgentes.

Os atentados tiveram lugar um dia depois do ataque contra uma mesquita que resultou na morte de 70 pessoas de confissão sunita, a mesma dos “jihadistas”.

Vingança, ou não, para além de Kirkuk, a cidade de Irbil – capital da região autónoma do Curdistão – também assistiu à explosão de uma viatura armadilhada, que fez pelo menos três feridos.

Na frente de combate, a aviação norte-americana, que assiste as forças curdas e iraquianas que lutam contra os “jihadistas”, voltou a bombardear posições do Estado Islâmico, nomeadamente na região da barragem de Mossul.