Última hora

Última hora

Protestos galegos contra Merkel e a austeridade em Espanha

Em leitura:

Protestos galegos contra Merkel e a austeridade em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

“Fora da Galiza, Merkel e Rajoy”, foram as palavras de ordem mais repetidas pelos integrantes de uma manifestação galega organizada em Compostela, alegadamente de forma ilegal, à mesma hora que a Chanceler e o primeiro-ministro espanhol se reuniam naquela cidade da Galiza, no decurso de uma visita de dois dias da líder alemã a Espanha.

Os protestos levaram mesmo a confrontos entre manifestantes e a polícia, que procurou pela força dispersar a manifestação promovida pela Confederação Intersindical Galega e o Bloco Nacionalista Galego.


À margem dos protestos antiausteridade e contra Angela Merkel, na reunião entre os dois chefes de Governo terá estado em discussão, sobretudo, a candidatura do atual ministro espanhol da Economia, Luís de Guindos, à presidência do Eurogrupo. O mandato do holandês Jeroen Dijsselbloem termina em junho do próximo ano e a sucessão começa a ser debatida nos corredores do poder europeu, onde Espanha quer ver reforçada a sua posição e influência.


Esse reforço do poder espanhol ao nível europeu é um dos atuais objetivos de Mariano Rajoy e deverá, também, ser um dos propósitos espanhóis na reunião do Conselho Europeu marcada para o próximo sábado, em Bruxelas. E terá sido, igualmente, outro dos temas de conversa no decorrer da visita de dois dias à Galiza da Chanceler alemã, que, ao lado de Rajoy, aproveitou para cumprir a pé, no domingo logo após a chegada, os derradeiros seis quilómetros do famoso Caminho de Santiago e, já esta segunda-feira, dar o tradicional abraço ao apóstolo na visita que efetuou à Catedral de Compostela.