Última hora

Última hora

Síria: Estado Islâmico já controla a província de Raqa

Em leitura:

Síria: Estado Islâmico já controla a província de Raqa

Tamanho do texto Aa Aa

Imagens colocadas nas redes sociais mostram, alegadamente, as celebrações dos guerrilheiros do Estado Islâmico depois de terem tomado o aeroporto de Tabqa, o último bastião do exército sírio na província de Raqa, no norte da Síria.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos afirma que militantes do Estado Islâmico foram vistos a circular pela cidade com as cabeças decapitadas de alguns soldados de Bashar al-Assad. A demonstração não parece intimidar os fiéis ao regime de Damasco, que prometem “lutar até ao fim” para “eliminar os terroristas”.

Numa entrevista à televisão pública chinesa, o chefe da academia política e militar do exército sírio também denunciou o apoio de países estrangeiros aos extremistas na tentativa para derrubar Assad:

“A expansão do Estado Islâmico não é acidental. Mais do que um país ofereceu-lhes um grande número de armas e financiamento durante a guerra civil. Se recordarmos as declarações recentes de responsáveis norte-americanos no Congresso, verificamos que eles sempre souberam quem está a apoiar o grupo terrorista na Síria”, referiu Fawaz Mustafa.

A ameaça do Estado Islâmico também preocupa o mundo árabe. Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos e Qatar afirmam existir “uma convergência de pontos de vista (…) sobre a necessidade de agir seriamente (…) para preservar a segurança e estabilidade dos Estados árabes”, pode ler-se no comunicado emitido no final de uma reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros destes quatro países, este domingo, em Jeddah, na Arábia Saudita.