Última hora

Última hora

Mais um Emmy para Breaking bad

Em leitura:

Mais um Emmy para Breaking bad

Tamanho do texto Aa Aa

“Breaking bad” continua a acumular prémios e distinções apesar de ter terminado em 2013. A série de ficção criada por Vince Gilligan voltou a ser grande vencedora dos prémios Emmy este ano, destronando, “A guerra dos Tronos”.

O protagonista Bryan Cranston foi recompensado com o Emmy para melhor ator, batendo a superestrela Mathew McConaughey, nomeado pelo papel em “True Detective”.

Cranston reagiu à vitória com humor.

“Eu próprio pensei em votar no Mattew. A minha própria família dizia que eu era um falhado! A minha própria família!”, comentou o ator norte-americano.

“Uma família muito moderna” venceu pela quinta vez o prémio para melhor série de comédia. Ty Burrell venceu o prémio para melhor ator de comédia.

Julianna Margulies venceu o Emmy para melhor atriz pelo papel na série The Good Wife”.

“Muito obrigada, são tempos maravilhosos para as mulheres na televisão”, disse a atriz.

“The good wife” segue a vida de uma mulher cujo marido foi preso após um escândalo envolvendo sexo e corrupção.

A série inspira-se em vários escândalos que envolveram políticos norte-americanos como Eliot Spitzer, John Edwards e Bill Clinton.

Este ano a cerimónia dos prémios Emmy prestou homenagem a Robin Williams. O tributo ficou a cargo do amigo de longa data Billy Crystal.

O ator de 63 anos foi encontrado morto em casa, a 11 de agosto. Segundo a polícia tratou-se de um suicídio por enforcamento. Ao longo da carreira, o protagonista de “Bom dia Vietname” participou em cerca de setenta filmes, tendo ganho cinco Globos de ouro.

Mais sobre cinema