Última hora

Última hora

Investigada por negligência, Lagarde não se demite do FMI

Em leitura:

Investigada por negligência, Lagarde não se demite do FMI

Tamanho do texto Aa Aa

Christine Lagarde não se vai afastar da direção do Fundo Monetário Internacional, após a abertura de investigações formais em França por acusação de “negligência” no controverso caso que envolve o empresário Bernard Tapie. Pelo contrário, Lagarde salienta mesmo que “se trata de uma decisão sem qualquer fundamento”, pelo que vai apresentar recurso e regressar o mais depressa possível ao trabalho em Washington.

No coração desta estória, encontra-se Tapie, a quem um tribunal arbitral atribuiu uma indemnização de 400 milhões de euros, em 2008, numa altura em que o seu amigo pessoal Nicolas Sarkozy era presidente e Lagarde detinha a pasta das Finanças. Sobre a antiga ministra, paira a suspeita de favorecer o empresário e não defender os interesses franceses, porque não contestou uma sentença que muitos consideraram escandalosa. A compensação era exigida por Tapie que vendeu a Adidas ao Crédit Lyonnais, no início dos anos 90, vendo depois a marca desportiva ser revendida por um valor muito superior.