Última hora

Última hora

Birdman: o "super-anti-herói" de Iñarritu no festival de cinema de Veneza

Em leitura:

Birdman: o "super-anti-herói" de Iñarritu no festival de cinema de Veneza

Tamanho do texto Aa Aa

O mais antigo festival de cinema do mundo iniciou-se esta quarta-feira, em Veneza, com um super-herói norte-americano revisitado na tela pelo realizador mexicano Alejandro Iñarritu.

A película “Birdman”, protagonizada pelo ator que vestiu o uniforme de “Batman” no cinema, Michael Keaton, abriu o evento que não hesita em piscar o olho a Hollywood para não desbotar o tapete vermelho, à semelhança do festival de Cannes.

O filme do realizador de “Amor cão”, “21 gramas” ou “Babel”, que conta no elenco com as atrizes Emma Stone e Naomi Watts, representa a primeira incursão do realizador mexicano no terreno do humor.

“Birdman” é uma tragicomédia filmada como um longo plano sequência, que conta a história de um ator que, anos depois de encarnar um célebre super-herói, tenta um regresso às luzes da ribalta, com a encenação de um espetáculo na Broadway.

O filme é uma das vinte películas em competição para o leão de ouro deste ano, numa lista que conta ainda com o esperado “Pasolini” de Abel Ferrara ou “the cut” de Fatih Akin.

O júri da edição deste ano é presidido pela primeira vez desde 1932, nem por um ator nem por um realizador, mas por um compositor de música de filmes, o francês Alexandre Desplat.