Última hora

Última hora

Hollande: "A Europa tem de mudar"

Em leitura:

Hollande: "A Europa tem de mudar"

Tamanho do texto Aa Aa

Já a braços com críticas internas e elogios da oposição ao governo a que acabou de dar posse, o presidente francês disse esta quinta-feira que o baixo nível da inflação e o valor alto do euro estão a ameaçar provocar uma situação de estagnação prolongada.

Por isso, afirma François Hollande, “a Europa tem de mudar (…) tem de rever um certo número de políticas, clarificar a sua organização, recuperar o apoio das populações e, sobretudo, ganhar a batalha do crescimento e do emprego”.

Ora, precisamente na questão do emprego, o novo ministro da Economia deu uma entrevista antes de ser nomeado, mas que foi publicada hoje, em que Emmanuel Macron levanta a possibilidade de “autorizar empresas e setores (…) a terem exceções” à lei das 35 horas de trabalho semanal.

A ala esquerda do partido socialista indignou-se e o governo já veio a público garantir que não vai rever a lei.

Segundo analistas, um aumento do horário de trabalho iria contribuir para o crescimento, mas também para fazer disparar o desemprego a curto-prazo.

No discurso desta manhã aos embaixadores franceses, o presidente também apelou à rápida convocação de uma cimeira da zona euro para coordenar medidas que promovam o crescimento económico.