Última hora

Última hora

"Não é um problema deixar uma menina de 9 anos usar uma arma"

Em leitura:

"Não é um problema deixar uma menina de 9 anos usar uma arma"

Tamanho do texto Aa Aa

O desfecho do vídeo publicado pelas autoridades americanas é trágico: os pais da menina de 9 anos estavam a gravar o seu treino com uma Uzi, uma pistola-metralhadora. A criança perdeu o controlo da arma automática e atingiu mortalmente o instrutor na cabeça. Tudo aconteceu num campo de tiro do Arizona, onde a família de Nova Jérsia decidiu parar a meio de uma viagem de turismo.

Muitos, como o analista Jim Kessler, salientam que “não é possível manter uma criança em segurança a manejar estas armas, são pesadas e letais para elas.” O debate volta a ser lançado nos Estados Unidos, onde se defende também o direito de começar a lidar com armas o mais cedo possível, como explica Eric Grabowski, que as vende: “Não vejo qual é o problema em deixar uma menina de 9 anos usar uma arma automática. A questão está no instrutor, se ele estava a explicar bem, se ela estava a perceber. Ele falhou porque não estava na posição certa.”

Todas as semanas morrem duas crianças americanas em acidentes com armas de fogo. No malogrado campo de tiro chamado Last Stop, os mais novos têm autorização para disparar a partir dos oito anos.