Última hora

Última hora

Síria: Rebeldes estão 65 km a sul de Damasco

Em leitura:

Síria: Rebeldes estão 65 km a sul de Damasco

Tamanho do texto Aa Aa

A Força Aérea da Síria bombardeou o posto fronteiriço nos montes Golã que foi tomado na quarta-feira por insurgentes da Frente al-Nusra – o braço da Al-Qaida no país – e por outros grupos rebeldes.

O avanço dos insurgentes no sul da Síria, junto à zona dos Golã ocupada por Israel e também próximo da fronteira com a Jordânia deixa os rebeldes a cerca de 65 km da grande base militar de Bashar al-Assad, em Damasco.

Nos combates pela passagem de Quneitra já terão morrido duas dezenas de soldados sírios e mais de uma dezena de rebeldes, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, que reúne informações de todos os lados do conflito.

A batalha acabou por transbordar para Israel, onde um soldado e um civil foram feridos por balas perdidas. O Estado hebraico, que está oficialmente em guerra com a Síria, não tardou a reagir e bombardeou posições do exército de Assad.

Os guerrilheiros da Frente al-Nusra e de outros grupos rebeldes que combatem o regime têm-se concentrado no sul da Síria depois de terem sido obrigados a fugir da província de Deir al-Zor, no leste, por causa dos extremistas do Estado Islâmico.