Última hora

Última hora

Estados Unidos e Rússia medem forças no Conselho de Segurança

Em leitura:

Estados Unidos e Rússia medem forças no Conselho de Segurança

Tamanho do texto Aa Aa

A tensão subiu de tom durante a sessão de emergência do Conselho de Segurança das Nações Unidas. No encontro, a embaixadora dos Estados Unidos na ONU acusou Moscovo de “mentir abertamente.”

Samantha Power assegurou que “soldados, tanques e artilharia russos estão a lutar junto a separatistas numa crise fabricada pela Rússia.”

“Em todas as sessões, a Rússia disse tudo menos a verdade. Manipulou, ofuscou, mentiu abertamente. E nós aprendemos a medir as suas ações em vez das suas palavras. Nas últimas 48 horas, as ações russas falam por si”, disse Samantha Power.

Na reação, o embaixador da Rússia no Conselho de Segurança responsabilizou a Ucrânia pela crise, ao adotar aquilo que chamou de “medidas imprudentes para o povo.”

“O embaixador americano disse: ‘que tipo de mensagem podemos enviar aos vizinhos da Rússia?’ Sugiro enviarmos uma mensagem a Washington. Parem de interferir em assuntos internos de estados soberanos. Parem de tentar enfraquecer um regime do qual não gostam. Controlem as vossas ambições geopolíticas. Então depois não só os vizinhos da Rússia, mas também muitos outros países do mundo, irão respirar de alívio”, reagiu Vitaly Churkin.

O Conselho de Segurança já realizou 24 sessões sobre a situação na Ucrânia.

O cenário de uma solução pacífica e consensual parece estar cada vez mais distante.