Última hora

Última hora

EUA acusam Frente al-Nusra da captura de capacetes azuis da ONU

Em leitura:

EUA acusam Frente al-Nusra da captura de capacetes azuis da ONU

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos acusam a Frente al-Nusra, o braço sírio da Al-Qaeda, de ser responsável, com a ajuda de outros grupos armados, pela captura de 43 soldados das Nações Unidas nos montes Golã, entre a Síria e Israel. Em comunicado, o departamento de Estado norte-americano exige a libertação imediata dos efetivos.

Os capacetes azuis da ONU, oriundos das Filipinas e ilhas Fiji, estavam encarregues de vigiar a parte dos montes Golã controlados pela Síria quando foram surpreendidos. Há ainda 81 soldados da paz que estão presos entre duas localidades.

As autoridades das Filipinas mostram confiança nos seus efetivos:

“Os nossos soldados estão preparados, treinados, para lidar com este tipo de situações e assumirão os riscos necessários para cumprirem o nosso compromisso com a paz e segurança internacionais. O contingente de paz tem o direito de defender a sua posição e unidades de acordo com os protocolos e regras da ONU”, afirmou o General Domingo Tutaan Junior, porta-voz das Forças Armadas das Filipinas.

O porta-voz da ONU explicou, em comunicado, que as forças foram capturadas num momento de violentos confrontos entre o exército sírio e grupos armados da oposição.

As Nações Unidas garantem que estão a fazer todo o possível para resolver a situação.