Última hora

Última hora

Ucrânia reabre processo de adesão à NATO

Em leitura:

Ucrânia reabre processo de adesão à NATO

Tamanho do texto Aa Aa

Kiev anunciou querer relançar o processo de adesão à NATO.
Em abril de 2008, na cimeira de Bucareste, os dirigentes dos Estados-membros da NATO concordaram que a Ucrânia tinha condições para integrar a Aliança Atlântica. Mas, em 2010, o governo pró-russo do ex-presidente Viktor Ianukovich, renunciou a este objetivo, apesar de manter a cooperação com a organização.

Agora, a Ucrânia espera “decisões cruciais” da NATO.

“A nova campanha agressiva da Rússia, levou toda a gente a rever a abordagem – que era até agora muito cautelosa – das ações da Federação Russa e encontrar formas de apoiar o nosso país no futuro”, disse Ihor Dolhov, embaixador da Ucrânia junto da NATO.

O governo ucraniano apresentou ao parlamento um projeto de lei para voltar ao processo de adesão à NATO, interrompido em 2010.

As hipóteses de o atual parlamento reconsiderar o estatuto de não-alinhado para a Ucrânia, são muito baixas.
Esta assembleia foi eleita muito antes dos acontecimentos de Maidan. A declaração do primeiro-ministro ucraniano pareceu mais um recado para o ocidente, para os vizinhos do norte e para os ucranianos sobre as possíveis consequências da agressão russa”, sublinhou Angelina Kariakina, da Euronews, em Kiev.