Última hora

Última hora

Executivo alemão aprova envio de armas para combatentes curdos no Iraque

Em leitura:

Executivo alemão aprova envio de armas para combatentes curdos no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

O governo alemão aprovou o envio de mísseis antitanque, metralhadoras, espingardas de assalto e lança-granadas para auxiliar os combatentes curtos no norte do Iraque a responder ao avanço dos “jihadistas” do Estado Islâmico.

A decisão, que promete dar que falar, foi comunicada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Frank-Walter Steinmeier, e pela ministra da Defesa, Ursula Von der Leyen: “Estamos a coordenar de perto estas medidas com os nossos parceiros, por isso não se trata de uma ato isolado da Alemanha. Estamos justamente a verificar as falhas, em termos de equipamento, dos peshmerga e a acertar-nos sobre quem, da comunidade internacional, entrega e o quê.”

Trata-se de uma exceção na política externa do país, que rejeita categoricamente o fornecimento de armas para regiões em conflito.

As críticas de alguns partidos da oposição já se fizeram ouvir, alegando violação da lei.

Esta segunda-feira, a decisão será submetida ao voto dos parlamentares, ainda que a opinião destes não seja vinculativa.