Última hora

Última hora

NATO anuncia criação de força rápida para responder a ameaças

Em leitura:

NATO anuncia criação de força rápida para responder a ameaças

Tamanho do texto Aa Aa

A crise ucraniana obriga a NATO a redirecionar o foco para a sua defesa coletiva para dissuadir qualquer tentativa de ataque.

A anexação inesperada da Criméia pela Rússia em março veio lembrar a necessidade de poder reagir em caso de ameaças importantes.

Em conferência de imprensa em Bruxelas o Secretário Geral da Aliança Atlântica explicou: “Vamos agora melhorar significativamente a capacidade de resposta da nossa força de reacção. Vamos desenvolver o que eu chamaria de uma ponta de lança de forma a enviar uma resposta com elevada prontidão, fiável e num prazo muito curto”.

A liderança será repartida pelos diferente aliados. Vários milhares de tropas estarão prontas a entrar em acção sempre que necessário atravées de ar, mar e forças terrestres especiais.

A NATO realiza na próxima semana no País de Gales uma cimeira de chefes de Estado com que marcará o fim da sua
missão de combate no Afeganistão mas o encontro será dominado pela “agressão” da Rússia contra a Ucrânia.