Última hora

Última hora

Rússia quer solução política para conflito na Ucrânia

Em leitura:

Rússia quer solução política para conflito na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia quer um cessar-fogo imediato na Ucrânia.

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros afirmou que Moscovo não vai intervir militarmente na Ucrânia.

Sergei Lavrov espera que das negociações desta segunda-feira em Minsk, na Bielorrússia, entre Moscovo, Kiev, a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa e separatistas ucranianos, saia uma solução política para o conflito.

“Não haverá intervenção militar. Queremos, exclusivamente, uma solução pacífica para esta crise terrível, para esta tragédia. Tudo o que fazemos é procurar uma solução política para o conflito”, assegura Lavrov.

O chefe da diplomacia russa negou, ainda, a informação avançada pelo governo ucraniano de que haveria tropas e tanques russos na Ucrânia.

No terreno, de acordo com a agência Reuters, após dias de intensos combates, as forças separatistas pró-russas retomaram o controlo da cidade de Ilovaisk, a cerca de 40 quilómetros a leste de Donetsk.