Última hora

Última hora

Ucrânia: Exército obrigado a retirar do aeroporto de Luhansk

Em leitura:

Ucrânia: Exército obrigado a retirar do aeroporto de Luhansk

Tamanho do texto Aa Aa

As forças governamentais foram obrigadas a retirar do aeroporto de Luhansk, no leste da Ucrânia.

O governo de Petro Poroshenko acusa a Rússia de ter enviado tropas e tanques russos para apoiar os separatistas, num “ato aberto de agressão”.

O executivo de Vladimir Putin nega qualquer intervenção militar na Ucrânia.

O exército de Kiev sofreu uma série de reveses no campo de batalha nas áreas de Luhansk e Donetsk.

Perdeu ainda terreno perto do porto de Mariupol, no sul do país.

O porta-voz do conselho nacional de segurança ucraniano, deu conta, esta segunda-feira, de que “os soldados ucranianos foram obrigados a deixar o aeroporto da cidade de Luhansk e da vila de Horlivka.”

Andriy Lysenko disse, ainda, que “olhando para a precisão do bombardeamento, podemos dizer que foi perpetrado por profissionais e por artilharia das forças armadas russas.”

Esta segunda-feira, a presidente da Comissão das Mães de Soldados Russos, Valentina Melnikova, desmentiu o Kremlin e declarou que nos últimos dois meses “entre 10 000 e 15 000 soldados russos foram enviados” para a Ucrânia.