Última hora

Última hora

Uma "grande guerra" pode começar na Ucrânia

Em leitura:

Uma "grande guerra" pode começar na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Com o extremar de posições uma grande guerra pode estar a começar na Ucrânia.
Numa conferência de imprensa em Moscovo, em que o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia recebeu o seu homólogo da Tunísia, Sergei Lavrov acusa o Ocidente de ser responsável pela eclosão de uma grande guerra no leste da Ucrânia. “O “partido da paz” não tentou avançar e ainda não tenta avançar a solução negocial política sobre todas as questões principais na Ucrânia, os problemas que os ucranianos têm que resolver agora; e ao mesmo tempo Kiev, o “partido da guerra” inicia ações que visam deliberadamente o enfraquecimento de todos esses esforços “.

Lavrov denuncia ainda que “o conflito está a ser usado para pressionar a Ucrânia a aderir à NATO com vista a interromper os esforços de paz” .

Também Ban Ki-moon advertiu hoje o Ocidente sobre a ausência de uma “solução militar” na Ucrânia numa altura em que a NATO prepara a expansao da sua presença na Europa Oriental e Moscovo acusa Kiev de desencadear “uma grande guerra. “

Kiev está a sofrer um duro reverso na guerra com os separatistas pró-Moscovo cujas intenções são cada vez mais claras: criar um estado independente no leste da Ucrânia.

O número refugiados provocados pelos combates duplicou nas últimas três semanas e atingiu o valor de 260.000, de acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas, (ACNUR).