Última hora

Última hora

Cameron diz que há países a pagar resgates a extremistas

Em leitura:

Cameron diz que há países a pagar resgates a extremistas

Tamanho do texto Aa Aa

O Reino Unido condenou a execução do segundo jornalista norte-americano, no Iraque, reivindicada pelos radicais do Estado Islâmico.

Os extremistas ameaçam, agora, decapitar um cidadão britânico. David Cameron recusa pagar qualquer resgate e quer que outros países sigam o exemplo.

O chefe de governo britânico diz ter lançado uma iniciativa na cimeira do G8 para impedir o pagamento de resgates a terroristas em caso de rapto. Cameron garante que esta política está a ser seguida por Londres e Washington, mas não por todos os países. O primeiro-ministro britânico diz, por isso, que é preciso redobrar os esforços para que todos cumpram a palavra.

Uma mensagem dirigida a países como a França que, nos últimos meses, fez regressar a casa vários jornalistas raptados em países como a Síria e a Colômbia. O Eliseu nega que tenha sido pago qualquer resgate.

Esta terça-feira, os radicais do Estados Islâmico reivindicaram a execução de mais um jornalista – o segundo em duas semanas.

Os fundamentalistas ameaçam, agora, decapitar um cidadão britânico.