Última hora

Última hora

Internet: Equilíbrio entre liberdade e respeito discutido em Fórum da ONU na Turquia

Em leitura:

Internet: Equilíbrio entre liberdade e respeito discutido em Fórum da ONU na Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Não deixa de ser curioso que poucos meses depois de a Turquia ter estado no centro de um furacão nas redes sociais, por ter bloqueado o acesso ao Twitter e ao YouTube em vésperas de eleições, Istambul receba o 9.º Fórum sobre a regulação da internet das Nações Unidas.

Recep Tayyip Erdogan, na altura ainda primeiro-ministro, classificou o Twitter de “ameaça para a sociedade”.

Nas primeiras intervenções de responsáveis e peritos de mais de uma centena de países, o poder em Ancara não foi poupado.

“Lamentavelmente, a censura na internet é uma prática em vários países do mundo”, adiantou, esta terça-feira, o secretário-geral adjunto do Departamento de Assuntos Económicos e Sociais da ONU, antes de recordar que “os direitos humanos se aplicam da mesma forma na rede e fora dela”.

Ainda segundo Thomas Gass, os “valores básicos”, como “a liberdade de expressão, têm de ser equilibrados com o respeito e a integridade dos outros e esse equilíbrio também tem de ser assegurado na internet”.

Enquanto cerca de 2500 peritos e responsáveis de 135 países discutem a regulação da rede, 29 utilizadores do Twitter estão a ser julgados na Turquia por terem divulgado mensagens durante os protestos do ano passado, recorda a Amnistia Internacional. As autoridades acusam-nos de “incitação à violação de leis”.