Última hora

Em leitura:

Jihadistas reivindicam execução de outro jornalista americano


Iraque

Jihadistas reivindicam execução de outro jornalista americano

“Repugnante”, “nojento”, “abjeto”, são as palavras mais repetidas pelos responsáveis Ocidentais depois dos guerrilheiros extremistas do Estado Islâmico terem divulgado um vídeo em que reivindicam a execução de um segundo jornalista norte-americano e ameaçam matar um cidadão britânico.

A família do jovem jornalista Steven Sotloff fez saber que está “ao corrente desta tragédia horrível” e que não fará mais comentários.

Sotloff tinha 31 anos e trabalhava nomeadamente para as revistas Time e Foreign Policy.

Segundo o Comité para a Proteção dos Jornalistas (CPJ), há ainda “cerca de 20 jornalistas reféns. A maioria é da Síria”. A organização com sede em Nova Iorque expressa uma “profunda preocupação” porque “parece que pouco se pode fazer para os ajudar”.

Depois de ter cometido uma gafe na semana passada, ao afirmar que “ainda não temos uma estratégia” para combater os jihadistas do Estado Islâmico, Barack Obama decidiu enviar mais cerca de 350 soldados para defender o pessoal diplomático em Bagdade.

Mais ações para eliminar a ameaça dos extremistas (que declararam um califado em partes da Síria e do Iraque) vão ser discutidas ainda esta semana pelo presidente norte-americano e pelos aliados da NATO numa cimeira da Aliança Atlântica, no País de Gales.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Guerra é "caminho sem esperança para a Rússia e não interessa à Ucrânia"