Última hora

Última hora

Kerviel: "estou muito feliz"

Em leitura:

Kerviel: "estou muito feliz"

Tamanho do texto Aa Aa

Jérôme Kerviel integra, a partir de hoje, a lista dos cerca de 11 mil condenados, em França, controladas através do sistema de pulseira eletrónica.

O antigo corretor do banco Société Générale saiu da cadeia depois de ter cumprido 110 dias de uma pena de três anos de prisão efetiva.

“Estou muito feliz por ter saído da prisão. É evidente que a partir de agora vai ser mais fácil trabalhar no meu caso e continuar o combate na justiça” afirma Kerviel.

David Koubbi, advogado de defesa, considera que o caso Kerviel faz parte do passado.

“É tempo de olhar para o chamado caso Kerviel para dizer que já não existe. O único caso que existe chama-se “Société Générale” porque como sabem apresentamos queixa contra o banco“refere.

Condenado por ter causado perdas estimadas em cerca de 5 mil milhões de euros ao Société Générale, o ex “trader” vai trabalhar numa empresa como consultor.

Kerviel, de 37 anos, vai poder sair de entre as 07h00 e as 20h30 durante a semana. Aos fins de semana e dias de feriado vai ter liberdade total de movimento.