Última hora

Última hora

Separatistas libertam 1200 prisioneiros ucranianos

Em leitura:

Separatistas libertam 1200 prisioneiros ucranianos

Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente da Ucrânia visita porto em área de conflito. Petro Poroshenko deslocou-se ao o porto ucraniano oriental de Mariupol esta segunda-feira numa demonstração de solidariedade para com os seus cidadãos e prometeu defendê-los dos separatistas pró-russos que avançaram na semana passada, antes do acordo de cessar-fogo ter entrado em vigor.

“Toda agente espra a mesma coisa tanto em Mariupol como no resto do país. Estamos prontos para lutar, temos forças suficientes para proteger a cidade e o país, mas toda a gente quer a paz e foi por isso que tomei a decisão de iniciar o diálogo com o presidente da Federação Russa”.

Petro Poroshenko anunciou libertação de 1.200 pessoas presas pelos separatistas pró-Rússia, como parte do acordo de cessar-fogo estipulado na sexta-feira entre ambos os lados em conflito.

A troca de prisioneiros de guerra mediante a fórmula ‘todos por todos’ é um dos principais aspectos do protocolo de 12 pontos assinado em Minsk para se conseguir um cessar-fogo entre o exército ucraniano e os separatistas.

Na quarta-feira será a vez de Kiev libertar os rebeldes que estiverem em seu poder.