Última hora

Em leitura:

A derrota judicial da MasterCard


empresas

A derrota judicial da MasterCard

A MasterCard perde a batalha judicial na Europa.

O Tribunal de Justiça da União Europeia estipulou que o segundo maior grupo mundial de cartões bancários não pode aplicar comissões multilaterais de intercâmbio na Europa. Ou seja, as taxas pagas pelo banco do comerciante ao do cliente pelo pagamento com cartões de crédito.

Em 2007, a Comissão Europeia tinha considerado as comissões como um entrave à concorrência e tinha intimado a MasterCard a pôr fim à prática.

A justiça acaba por confirmar o veredicto de 2012 a favor de Bruxelas. O porta-voz da Comissão Europeia, Antoine Colombani, fala de “uma grande vitória para os consumidores”.

A MasterCard já reagiu também. Evoca um veredicto “dececionante”, mas vai respeitá-lo, reduzindo as comissões a uma média de 0,2% para o débito e 0,3% para operações de crédito.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

empresas

Bitcoin: Coinbase chega a 13 países europeus