Última hora

Última hora

Israel: 43 reservistas denunciam espionagem de palestinianos

Em leitura:

Israel: 43 reservistas denunciam espionagem de palestinianos

Tamanho do texto Aa Aa

Quarenta e três reservistas da mais prestigiada unidade de vigilância eletrónica do Exército israelita decidiram recusar continuar a espiar palestinianos.

Numa carta aberta dirigida ao primeiro-ministro e ao chefe do Estado-Maior das forças armadas, os antigos membros da unidade 8200 recusam “continuar a ser instrumentalizados para reforçar o controlo militar sobre os palestinianos nos territórios ocupados”.

O texto constitui uma das mais importantes expressões de objeção de consciência dos últimos anos em Israel.

Na Cisjordânia, um habitante diz: “vemos que existem alguns sentimentos humanos dentro de cada pessoa. Se a notícia for verdade, será uma surpresa e [os palestinianos] apoiam essa decisão”.

A carta, assinada pelos 43 oficiais e soldados na reserva, foi transmitida em versão anónima a vários meios de comunicação, menos de três semanas após a última guerra na Faixa de Gaza.