Última hora

Última hora

Novas acusações de Moscovo e de Kiev

Em leitura:

Novas acusações de Moscovo e de Kiev

Tamanho do texto Aa Aa

Moscovo dispara críticas contra Washington. O ministro dos Negócios Estrangeiros da da Rússia, Sergei Lavrov, acusou os Estados Unidos de tentarem isolar e cortar os laços económicos entre a Rússia e a UE. Mas eram mais os laços entre a UE e a Ucrânia que estavam em discussão na conferência de Ialta, onde a Ucrânia pretendeu estreitar as relações com a Europa.

Segundo o Ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Pavlo Klimkin: “Uma das melhores opções para garantir a segurança da Ucrânia é a implementação bem sucedida do Acordo de Associação.”

O acordo de associação comercial foi adiado até 2016, tendo os dois lados concordado que é preciso garantir a economia e as fronteiras da Ucrânia. “Em primeiro lugar, e devido ao pedido da Ucrânia, este tempo extra dá a oportunidade de colocar a economia ucraniana em ordem. Algo testado com as operações militares no leste do país e vamos usar este tempo para nos envolvermos em novas discussões com os russos,” defendeu o Comissário da UE para o Alargamento, Stefan Füle.

Com este impasse, o leste da Ucrânia continua conturbado e segundo relatos chegou a Luhansk uma segunda coluna de ajuda humanitária da Rússia. Uma coluna com 220 camiões que deram entrada no território, sem a autorização das autoridades ucranianas.