Última hora

Última hora

Perú dinamita dezenas de pistas da rota aérea da cocaína

Em leitura:

Perú dinamita dezenas de pistas da rota aérea da cocaína

Tamanho do texto Aa Aa

Desde quinta-feira que o Perú declarou o estado de emergência em dois distritos na floresta amazónica, na fronteira com a Colômbia e o Brasil, para levar a cabo uma operação contra o tráfico de cocaína na região.

Segundo as forças de segurança, 37 pistas de aterragem clandestinas foram dinamitadas nos últimos dias, quando Lima pretende destruir cerca de 58 instalações deste tipo até segunda-feira.

As pistas de aterragem escondidas na floresta, são habitualmente alugadas pelos traficantes de droga a habitantes locais por valores que podem superar os 10 mil dólares por cada utilização.

Segundo os Estados Unidos, entre 150 e 180 toneladas de cocaína sairam do Perú no ano passado por via aérea, quase metade da exportação anual do país que é o maior produtor do mundo deste estupefaciente.

A operação do exército ocorre depois do presidente Ollanta Humala ter relançado em julho a luta contra o tráfico de droga que tem como primeiro destino os Estados Unidos e o Brasil, no topo dos países com mais consumo de cocaína do mundo.

O Brasil, anunciou ontem ter apreendido 280 kg de cocaína transportadas num barco, na serra do Divisor, junto à fronteira com o Perú, durante uma “operação de rotina”. Os responsáveis do transporte conseguiram escapar-se às autoridades.