Última hora

Última hora

Crimeia vota pela primeira vez nas eleições locais e regionais russas

Em leitura:

Crimeia vota pela primeira vez nas eleições locais e regionais russas

Tamanho do texto Aa Aa

Setenta e cinco milhões de russos são chamados a votar, este domingo, nas eleições regionais e locais parciais, anunciadas por Moscovo como as maiores de sempre no país desde o fim da União Soviética.

Em jogo está a liderança de 30 governos regionais, a constituição de 14 parlamentos regionais, assim como 3 lugares de presidente da câmara e milhares de assentos em centenas de assembleias municipais.

Um sufrágio dominado, sem surpresas, pelos candidatos próximos do partido de Vladimir Putin, alguns dos quais decidiram precipitar eleições antecipadas para beneficiar do apoio popular à estratégia do Kremlin no conflito ucraniano.

O sufrágio realiza-se igualmente na península da Crimeia e na cidade autónoma de Sebastopol, recentemente anexadas pela Rússia sob a condenação da Ucrânia e da comunidade internacional.

Em Simferopol, na Crimeia, uma eleitora afirma votar por um país, “sem guerra”, outra declara, “ espero uma mudança na Crimeia, depois de 20 anos de caos sob controlo ucraniano, espero que as coisas melhorem agora que estamos na Rússia”.

As autoridades russas alertaram a oposição para evitar quaisquer protestos de rua. O Kremlin tinha criado há meses uma célula especializada em contrariar qualquer tentativa de protestos políticos semelhantes aos registados na Ucrânia.

O sufrágio parcial decorre em 85 regiões russas..