Última hora

Última hora

Suécia: Social-democratas preparam-se para um regresso ao poder

Em leitura:

Suécia: Social-democratas preparam-se para um regresso ao poder

Tamanho do texto Aa Aa

Na Suécia, tudo indica que os social-democratas vão voltar ao poder. Segundo uma sondagem realizada à boca das urnas, a esquerda, liderada por Stefan Lofven – um operário e sindicalista de 57 anos – deverá pôr fim à coligação de centro-direita de Fredrik Reinfeldt, que governa há oito anos.

Desde então, dizem os social-democratas, o fosso entre pobres e ricos não parou de aumentar. Um argumento de peso neste país escandinavo onde o ideal igualitário está extremamente arreigado.

Os eleitores deverão escolher os 349 deputados da assembleia nacional. E, segundo as mesmas sondagens, realizadas quatro horas antes do fecho das urnas, o partido de extrema-direita Democratas da Suécia, liderado por Jimmie Akesson, deverá alcançar o terceiro lugar, com mais de 10% dos votos. Eurocético e anti-imigração, o partido entrou no Parlamento há quatro anos, com 5,7% dos votos e 20 deputados.

Os primeiros resultados oficiais destas eleições legislativas só devem ser conhecidos depois das 20 horas.