Última hora

Última hora

Mil milhões de dólares para controlar o Ébola

Em leitura:

Mil milhões de dólares para controlar o Ébola

Tamanho do texto Aa Aa

As Nações Unidas estimam em mil milhões de dólares – quase 780 milhões de euros – o montante necessário para controlar a epidemia de Ébola, na África Ocidental.

Este valor é dez vezes superior ao das últimas previsões, apresentadas há um mês.

A epidemia cresce exponencialmente. A ONU estima que 20 mil pessoas serão afetadas até ao final de 2014: 16% na Guiné Conacri; 40% na Libéria e 34% na Serra Leoa.

Bruce Aylward, da Organização Mundial da Saúde, (OMS) diz que “esta crise não tem paralelo nos tempos modernos. O número de casos pode atingir as dezenas de milhar e isto vai obrigar a uma resposta muito mais rápida”.

Para além de dizimar as populações, o vírus está a dar um duro golpe nas já frágeis economias dos países mais atingidos.

Desde o fim da guerra civil, em 2002, a Serra Leoa estava a transformar-se num destino de férias bastante popular. O setor contribuía com mais de 40 milhões de dólares para o PIB, mas o Ébola afastou os turistas. Os equipamentos e as praias estão agora desertos.

A Serra Leoa, a Guiné Conacri e a Libéria contam mais de 4000 casos de contaminação pelo vírus e 2400 vítimas mortais.