Última hora

Última hora

Identidade escocesa

Em leitura:

Identidade escocesa

Tamanho do texto Aa Aa

A Escócia vai fazer uma escolha de peso, já que as consequências podem ir bastante longe. A questão da identidade, altamente emocional, é uma das que pode pesar bastante na decisão dos escoceses. O país acarinha e cultiva as milenares tradições de raíz, mas divide-se em múltiplas referências de identidade com várias origens. Ser escocês, ao fim de 307 anos de uma frutuosa união com o Reino Unido, finalmente, é o quê? Ron Cowie: – Os escoceses têm uma identidade própria, sempre tivémos, sempre achámos ter uma força inigualável por sermos escoceses, mas faremos sempre parte do Reino Unido.

Símbolo internacionalmente conhecido e bebido, o whisky da Escócia é o segundo produto mais exportado, a seguir à energia. Nove em cada dez garrafas partem para o estrangeiro, num setor que emprega 35 mil pessoas. Qual é o impacto de uma eventual independência?
David Williamson, responsável da Associação de Whisky Escocês: – O whisky escocês sobreviveu a guerras e revoluções. Fazemos whisky há 500 anos mas esta é uma grande decisão.

Há dois séculos que a destilaria familiar GlenDronach produz whisky, e todos ostentam a mesma confiança no futuro, seja qual for.

Alan McConnochie:

– O resultado do voto na independência não vai afetar nada. Até é capaz de favorecer as vendas por causa da promoção da Escócia selvagem. Estou certo de que os meus amigos ingleses e os trabalhadores não vão boicotar a escócia. Porque o fariam?

As ilhas Shetland situam-se muito longe de Londres, mas também de Edimburgo. Do seu fundo marinho extrai-se o petróleo, mas o arquilélago é rico em pescado e em energia renovável. Para estes descendentes dos vikings, a questão da identidade escocesa é fluída. E bebem cerveja.

Sonny Priest, proprietário – Nas ilhas Shetland não há muito de escocês tradicional. Não se usa kilt nem nada disso. Não nos associamos muito aos típicos escoceses.

Que relação de identidade pode haver para quem trabalha e vive em Glaskow mas é imigrante? Uma sondagem recente afirma que 94% dos imigrantes identificam-se mais com a Escócia, por ser mais aberta aos estrangeiros do que o Reino Unido.

Olga Mausch-Debowska, imigrante polaca:

- A União Europeia é muito importante para mim e a Escócia é melhor como parte integrante da União Europeia do que como parte do reino Unido. E há sempre o perigo de sairmos da UE se ficarmos com os ingleses.