Última hora

Última hora

Festival de Cinema Eurásia homenageia Shaken Aimanov

Em leitura:

Festival de Cinema Eurásia homenageia Shaken Aimanov

Festival de Cinema Eurásia homenageia Shaken Aimanov
Tamanho do texto Aa Aa

O maior festival de cinema da Ásia Central, o Eurásia, prestou tributo a Shaken Aimanov, considerado o fundador da cinematografia do Cazaquistão, um dos realizadores e atores mais icónicos do país. No teatro e no cinema desempenhou mais de cem prestigiados papéis. Realizou 11 filmes entre 1954 e 1970, ano em morreu.

Durante o festival de cinema em Almaty, foram apresentados uma coleção de DVDs e um livro sobre Aimanov. Uma oportunidade para os colaboradores recordarem a lenda do Cazaquistão.

A estrela Asanali Ashimov colaborou com Aimanov em vários trabalhos, como o filme “The End of the Ataman”. “Antes de mais, ele era um diretor de palco e um ator. No cenário tudo tinha de ser natural e autêntico. Essa era a sua doutrina”, conta Ashimov.

“The Land of the Fathers”, considerado um dos melhores filmes de Aimanov, foi filmado em 1966. Murat Akhmadiev era adolescente quando foi escolhido para desempenhar aquele que viria a ser o seu único papel. “Ele queria que a equipa fosse uma família. Por isso, nunca o vimos como o realizador, mas como o chefe da família. Ele dava-nos instruções de uma maneira gentil e precisa”, recorda Akhmadiev.

Um documentário sobre esta figura da cultura cazaque estreou-se no festival. O realizador Bolat Nusimbekov recolheu material raro de arquivos russos e cazaques e falou com pessoas que trabalharam com o ator, realizador e diretor de teatro na antiga União Soviética.

“Ele reuniu com o seu trabalho todas as nacionalidades em torno do nosso cinema. Hoje ele faria o mesmo. Reuniria as pessoas, como acontecia na era soviética, quando havia judeus, russos, cazaques e, claro, uzbeques a trabalhar no nosso estúdio. Se ele era uma estrela arrogante? Não, de maneira nenhuma”, realça Bolat Nussimbekov.

A primeira rodagem no Cazaquistão aconteceu no final dos anos 20. Décadas mais tarde, Shaken Aimanov criou as bases da indústria cinematográfica cazaque de hoje. No ano passado foram lançados dez filmes, entre eles o drama histórico “Myn Bala”, realizado por Akan Satayev.

Mais sobre cinema