Última hora

Última hora

Alex Salmond deixa governo da Escócia

Em leitura:

Alex Salmond deixa governo da Escócia

Tamanho do texto Aa Aa

Alex Salmond já não é primeiro-ministro da Escócia. O chefe do governo escocês demitiu-se, depois da vitória do “não”, por 55%, no referendo à independência. Deixou também a liderança do Partido Nacional Escocês.

Reconhece a derrota, mas para ele a luta por uma Escócia independente está longe de terminar: “Para mim, o meu tempo como líder está a acabar mas, para a Escócia, a campanha continua e este sonho nunca vai morrer”, disse.

Em Londres, mesmo se tanto o governo como a oposição prometeram mais autonomia para o parlamento da Escócia, o primeiro-ministro David Cameron não quer acelerar a votação de novas leis.

“Falei hoje com o primeiro-ministro. Mesmo se ele reiterou as intenções que já tinha manifestado, não se compromete a fazer votar no parlamento, até ao dia 27 de março, a segunda leitura de uma nova lei sobre a Escócia. Essa tinha sido uma promessa clara de Gordon Brown durante a campanha. O primeiro-ministro diz que esse voto não faria sentido, mas eu suspeito que ele não pode é garantir o apoio do Partido Conservador”, acrescentou Salmond.

Dias antes do referendo, os líderes dos três principais partidos britânicos – Conservador e Liberal-Democrata, no governo, e Trabalhista, na oposição, prometeram mais poderes para o parlamento escocês, que passaria a ter poder de decisão em temas como o Serviço Nacional de Saúde.